Lipoaspiração

A lipoaspiração é uma cirurgia plástica capaz de remodelar áreas específicas do corpo, retirando o excesso de gordura, melhorando os contornos do corpo e também a proporção. Existem lugares com excesso de gordura no corpo que nem a prática de exercícios físicos e alimentação saudável são capazes de enxugar. Por conta disso, algumas pessoas recorrem à cirurgia plástica para chegar mais perto de seus objetivos corporais. Veja a seguir em quais regiões do corpo pode ser feita uma lipoaspiração.

  • Coxas
  • Braços
  • Papada
  • Cintura
  • Costas
  • Joelhos
  • Peito
  • Bochechas
  • Queixo
  • Pernas
  • Tornozelos

A lipo é um procedimento que pode ser feito isoladamente ou então combinado a outros procedimentos. Se você quiser saber mais sobre a cirurgia combinada, clique aqui

Indicações da lipoaspiração

Antes de qualquer coisa é importante dizer que a lipoaspiração não é um tratamento para obesidade e não substitui bons hábitos alimentares e a prática regular de exercícios físicos. A melhor indicação para uma lipo são aquelas pessoas que têm uma rotina saudável e que gostariam de remover depósitos específicos de gordura em lugares difíceis de “corrigir” com exercícios, apenas. Normalmente o procedimento também é indicado a pessoas que tenham de 20% a 30% a mais de peso corporal acima do que é considerado ideal para sua altura e estrutura óssea.

Riscos

Como toda cirurgia, a lipoaspiração também tem seus riscos. As orientações do cirurgião servem justamente para evitar ao máximo que complicações aconteçam, por esse motivo, não subestime o que o seu médico disser e siga as instruções à risca. Veja abaixo quais são os principais riscos de uma lipo.

  • Hematomas (roxos)
  • Inchaço
  • Flacidez na pele (principalmente pessoas que retiram grandes depósitos de gordura)
  • Alteração na sensibilidade
  • Infecção
  • Trombose
  • Perfuração de Órgãos (extremamente raro de acontecer)

Tipos de lipoaspiração

É comum encontrar na internet hoje em dia novidades a respeito da lipoaspiração. São inúmeros os tipos de procedimentos, mas, basicamente, todos eles têm o mesmo objetivo da lipo comum: remover excessos de gordura localizada. O que muda é a forma com que a cirurgia é feita. Veja a seguir algumas nomenclaturas e seus respectivos significados.

  • Lipo HD ou Lipo LAD: trata-se de uma técnica que prioriza a alta definição dos músculos, principalmente na região do abdômen. A aspiração da gordura têm maior precisão para que o efeito seja de definição muscular.

  • Hidrolipo: mais comum para regiões como o joelho e culotes, porque é feita com a injeção de um líquido (ringer lactato com lidocaína e adrenalina), no intuito de encher o tecido adiposo e destruí-lo. Esse procedimento ajuda a ação das cânulas de aspiração e por conta dessa injeção prévia, a cirurgia é menos dolorosa. Em compensação, por vezes necessita de mais de uma sessão.

  • Lipoescultura: uma das técnicas mais procuradas, uma vez que parte da gordura retirada de um local é injetada em outras áreas, desprovidas de preenchimento. É comum que as mulheres façam lipo na barriga e queiram injetar a gordura no bumbum, por exemplo, para deixá-lo um pouco maior e mais redondinho.

  • Vibrolipo: tem um sistema de vibração nas cânulas de aspiração, que provoca um trauma menor na hora de penetrar o tecido adiposo. A técnica também diminui o risco de irregularidades no resultado, além de proporcionar uma recuperação mais rápida e provocar menos sangramento. Porém aqui vale ressaltar que, a vibrolipo não é um tipo de lipo diferente, é apenas o nome dado ao procedimento que o médico utiliza um aparelho que vibra para maior eficiência cirúrgica.

  • Lipo a laser: aqui o aparelho conta com um laser acoplado à cânula de aspiração que derrete a camada gordurosa e mata as células. Não garante resultados melhores, porque se a aspiração não for feita corretamente, as células adiposas continuam no corpo da pessoa.

  • Minilipo: idêntica à lipoaspiração comum, mas a mini é feita em regiões que têm pouca gordura. Em alguns casos não é necessário nem repouso no pós-operatório; ainda há inchaço, mas a recuperação é mais tranquila. Também é conhecida como lipo light.

Pré-operatório

A condição primária da lipoaspiração é estar no peso ideal, uma vez que a lipo é uma técnica desenvolvida para tirar aquela gordurinha persistente, quando o paciente já fez dieta, já chegou na meta que gostaria mas alguns pontos do corpo ainda possuem gordura localizada. Outro fator importante é que esta gordura localizada não tenha flacidez associada.

O primeiro passo para fazer uma lipoaspiração é escolher o cirurgião com quem você gostaria de operar. Aqui no site da clínica temos todo o quadro de cirurgiões que atendem e as respectivas unidades. Saiba quais são clicando aqui .

Durante a primeira consulta você deve tirar todas as suas dúvidas e dizer qual é o seu objetivo com a cirurgia plástica. Quem vai indicar o melhor caminho é o cirurgião, portanto ouça o que ele tem a dizer.

Depois da primeira consulta, será solicitada uma série de exames pré-operatórios para poder prosseguir com o processo da cirurgia. Os exames normalmente pedidos são hemograma, coagulograma, exames de perfil cardiológico, função renal e testes de glicemia em jejum.

Exames complementares poderão ser pedidos caso haja necessidade. As indicações são as mesmas de outras cirurgias: parar de fumar com antecedência e suspender ou ajustar medicamentos que você já faz uso.

Caso você apresente sintomas de gripe ou resfriado, caso sinta que está febril às vésperas da lipoaspiração, é imprescindível que informe ao médico, pois possivelmente a cirurgia terá que ser adiada.

Pós-operatório

É normal sentir dor e surgirem hematomas e inchaços no local operado. O resultado só vai começar a ser visto ao final de aproximadamente 1 mês de procedimento. O tempo de recuperação depende diretamente da quantidade de gordura removida, sendo os primeiros 2 dias os mais cruciais para uma boa reabilitação do corpo. Faça repouso e não force a postura para que a cicatriz tenha seu tempo de cura.

Caso o trabalho não exija muito do seu físico, como trabalhar com o computador ou sentada, você pode voltar depois de 15 dias. Recomenda-se que a paciente faça algumas sessões de drenagem linfática para ajudar a diminuir os inchaços e acelerar o processo de recuperação.

Você terá que voltar ao consultório do cirurgião para que ele acompanhe o seu pós-operatório e também vai precisar seguir todas as recomendações dele, desde cuidados com o curativo, usar meias de compressão ou cinta modeladora, entre outros. Seu empenho é fundamental para um bom pós-operatório.

Resultados

A melhora do contorno corporal ficará em maior evidência quando o inchaço e a retenção de líquido diminuírem. Com práticas contínuas de dieta saudável e de atividade física, a perda de tecido adiposo em excesso deve ser preservada. No entanto, ganho de peso substancial pode alterar o resultado obtido com a cirurgia, uma vez que, se você engordar, os depósitos de gordura serão preenchidos novamente..

O inchaço causado pela cirurgia desaparece depois de alguns meses. Quando o inchaço desaparecer, o novo contorno corporal será visível. Seguir algumas recomendações fará com que você mantenha os resultados obtidos inicialmente com a lipoaspiração, ou seja, é preciso manter o peso e adotar um estilo de vida saudável. O ganho de peso pode reverter os resultados.

IMPORTANTE: A decisão de se submeter à cirurgia é pessoal e é você quem terá de decidir se os benefícios atingirão os seus objetivos e se os riscos e complicações potenciais da cirurgia são aceitáveis. O cirurgião plástico ou assistentes vão explicar, em detalhes, os riscos associados à cirurgia. Você deverá assinar o termo de consentimento para assegurar que compreendeu plenamente o procedimento ao qual vai se submeter e quaisquer riscos ou complicações potenciais.

Pensando também na sua segurança, apenas as consultas da Clínica Realize são feitas em clínicas. Todos e quaisquer procedimentos cirúrgicos são feitos apenas em hospitais qualificados.