Prótese de silicone

Como funciona a cirurgia de prótese de silicone?

Também conhecida como mamoplastia de aumento, a cirurgia de aumento de mama é uma cirurgia plástica que utiliza implantes de silicone para dar volume aos seios ou restaurar o volume mamário perdido após perda de peso, mastectomia ou gravidez. Se você está insatisfeita com o tamanho de seus seios, a prótese de mama é uma opção a ser considerada.

Vantagens da prótese de silicone

  • Aumenta o tamanho e projeção de seus seios
  • Melhora o equilíbrio de seu corpo
  • Melhora a sua autoestima e autoconfiança
  • Reconstrói a mama em casos de mastectomia ou lesão

Indicações da prótese de silicone

  • Estar fisicamente saudável
  • Ter os seios 100% desenvolvidos
  • Ter seios diferentes em tamanho ou estar insatisfeita com eles
  • Precisa parar de fumar pelo menos 30 dias antes da cirurgia

Vale lembrar ainda que a prótese de silicone por si só não corrige seios severamente caídos. Há um outro tipo de cirurgia plástica capaz de elevar os seios, chamado de mastopexia, que pode remover o excesso de pele e melhorar o aspecto de flacidez. Existe a possibilidade de combinar a mastopexia com a prótese, mas tudo depende do que o cirurgião vai avaliar. Às vezes pode ser necessário fazer uma segunda cirurgia.

Tipos de cirurgia de prótese

O que varia na hora de realizar a cirurgia são dois fatores: o local da incisão e o local onde a prótese ficará alojada. No caso da posição do implante, existem dois tipos: submamária e submuscular. Enquanto isso, no que diz respeito à incisão, os tipos são a periareolar, inframamária e axilar. Veja abaixo alguns detalhes de cada uma delas:

  • Posição Submamária: nesta modalidade a prótese é implantada entre os tecidos mamário e muscular. A vantagem é um resultado mais natural, o tempo de recuperação costuma ser menor e a cirurgia é menos complexa quando comparada à submuscular.

  • Posição Submuscular: a implantação submuscular é mais profunda. Nesse tipo a prótese fica abaixo dos músculos do peito. É recomendável para mulheres que têm pouca pele ou tecido mamário.

  • Incisão Periareolar: é o corte feito ao redor dos mamilos. A vantagem principal é que a cicatriz vai ficar pouco visível, que se confunde com a divisão entre o mamilo e o seio. Se a paciente tiver uma auréola muito pequena é difícil fazer esse tipo de incisão, já que ela vai inviabilizar a passagem da prótese.

  • Incisão Inframamária: aqui o corte é feito na região inferior dos seios. As cicatrizes também são discretas, mas aparecem mais do que na incisão periareolar. Esse tipo de incisão costuma oferecer um tempo mais rápido de recuperação.

  • Incisão Axilar: nesta modalidade o corte é feito nas axilas, portanto a paciente não ficará com uma cicatriz nos seios, e sim nas axilas. Provoca uma complexidade maior para a cirurgia, e por isso dificilmente é escolhida.


Tipos de prótese de silicone

Além do tipo de cirurgia, que pode variar, também existem diferentes tipos de prótese. O material mais indicado para as próteses é o gel de silicone coesivo ou altamente coesivo, que é um material que confere maior naturalidade ao resultado final, uma vez que se assemelha muito ao tecido mamário. Essa é a prótese que usamos aqui na Clínica Realize.

Também existem próteses feitas de solução salina – um tipo de soro fisiológico. Esse material só é recomendável no caso de implantes temporários, como é o caso de pacientes que precisam reconstruir a mama. Essa prótese vai “dilatando” a pele e moldando a nova mama. Ela prepara o seio para receber a prótese de silicone coesiva.

Atenção: o silicone que estamos falando não é o silicone industrial. Cirurgias feitas com prótese de silicone industrial não são uma prática médica segura e regulamentada, e podem causar diversos danos à saúde e até a morte. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária faz testes rigorosíssimos que validam as próteses de silicone. Fique sempre atenta ao prazo de validade.

Além do material usado na prótese, varia também o formato dela. O que vai definir qual prótese você vai colocar é como é o perfil estrutural das suas mamas hoje. Os tipos são anatômico ou redondo.

O perfil anatômico confere mais naturalidade à mama e menor volume – não aparece tanto no decote, por exemplo. Já o perfil redondo preenche a totalidade do seio, e dentro do formato redondo ainda se ramificam os respectivos volumes:

  • Perfil Super Alto: maior projeção das mamas
  • Perfil Alto: maior projeção na parte superior das mamas
  • Perfil Moderado: como o nome diz, volume moderado também na parte superior das mamas
  • Perfil Baixo: tem menos projeção do que os outros, mas ainda assim é mais do que a prótese de perfil anatômico.

Como escolher o tamanho da prótese?

O tamanho das próteses varia de 150 a 600 mL. A palavra final é sempre do cirurgião plástico, nesse aspecto. Não basta apenas definir o tamanho de acordo com o que você acha que pode dar certo. Nós sabemos que a ansiedade às vezes pode influenciar na decisão, mas o médico vai ter toda a expertise para avaliar o melhor caminho a tomar.

Por exemplo, você quer colocar 500 mL de silicone, ok. Mas você tem a estrutura corporal para isso? Qual é a largura da sua caixa torácica? Qual é a sua altura? Nem sempre o volume que você deseja é o que ficará mais adequado e harmônico no seu corpo. O mesmo acontece para as mulheres que só querem um pouquinho de volume, mas têm uma estrutura óssea maior: às vezes você vai precisar implantar um volume maior do que esperava.

Riscos da prótese de silicone

Como toda cirurgia, a prótese de silicone também tem seus riscos. Como trabalhamos sempre com a ética e a transparência, precisamos informar nossas pacientes sobre os possíveis problemas que podem acontecer. Veja abaixo alguns dos riscos.

  • Alteração da sensibilidade na região das mamas
  • Infecção
  • Flacidez e estrias
  • Abertura da incisão cirúrgica
  • Rompimento da prótese
  • Rejeição da prótese

É importante lembrar que a maioria dos riscos está relacionada aos cuidados que a paciente deve ter no pré e no pós-operatório. As orientações do cirurgião devem ser seguidas à risca, e é para evitar esse tipo de complicação que as orientações são feitas. Mais uma vez, indicamos: faça todas as perguntas que tiver vontade na consulta. Quanto mais você souber, melhor.

Pré-operatório

Como toda cirurgia, é preciso saber se a sua saúde está em dia para poder fazer uma intervenção invasiva. Por mais que o objetivo da plástica seja estético, ela não deixa de ser uma cirurgia, que é um procedimento de risco. Por conta disso prezamos muito pela segurança de nossos pacientes. Antes de realizar seu sonho, será necessário:

  • Fazer uma consulta com o cirurgião, para que ele indique o melhor caminho (tipo de prótese, tamanho da prótese, como será feita a cirurgia)
  • Exames laboratoriais (normalmente são feitos exames de sangue, urina e eletrocardiograma. Para pacientes maiores de 35 anos, o cirurgião também pode pedir exames de imagem)
  • Ajustar medicamentos que você já usa ou começar a tomar medicamentos específicos
  • Se você for fumante, precisará parar com o vício bem antes da data da cirurgia
  • Evitar o uso de aspirinas, anti-inflamatórios e medicamentos naturais, porque eles podem aumentar o sangramento

Perguntar, perguntar, perguntar! Não alimente o medo, vergonha ou qualquer outro obstáculo que te impeça de perguntar tudo que você quer saber sobre a sua cirurgia plástica. A intervenção será feita no seu corpo, então é seu direito pleno e absoluto saber tudo que será feito. Uma dica: faça uma listinha com todas as perguntas que você tem para fazer antes do dia da primeira consulta. Assim, quando chegar lá você não vai esquecer nada.

Pós-operatório

O período médio de recuperação pós-cirúrgica geralmente é de 24 a 48 horas, seguido de um período de repouso de alguns dias. Provavelmente você vai sentir dor e inchaço por algumas semanas. Exercício físico e atividades normais serão liberados seguindo orientação de seu cirurgião plástico. Não há consenso, pois cada pessoa tem um tempo para se recuperar.

Importante: se você sentir falta de ar, dores no peito ou batimentos cardíacos anormais, procure atendimento médico imediatamente. Se algumas destas complicações ocorrerem, você pode precisar de internação e de tratamento adicional. A prática da medicina e da cirurgia não é uma ciência exata. Apesar de serem esperados bons resultados, não há garantia. Em algumas situações, pode não ser possível atingir os melhores resultados com um único procedimento cirúrgico, sendo necessária uma nova cirurgia.

As orientações gerais no pós-operatório da cirurgia de prótese de silicone são:

  • Dormir de barriga para cima, nunca de bruços ou de lado, utilizando um ou dois travesseiros para elevar o tórax. Só depois de 6 semanas é permitido dormir de lado e depois de 3 meses, de bruços.
  • Usar o sutiã cirúrgico durante duas semanas continuamente, 24 horas por dia, até para dormir. Ele não pode ficar muito apertado e só poderá ser removido na hora do banho.
  • Passadas as primeiras duas semanas, o uso do sutiã é liberado apenas durante o dia, mas continue usando por mais duas semanas. A compressão favorece a cicatrização dos tecidos, além de minimizar a ocorrência de complicações e resultar numa cicatriz mais discreta.
  • Siga as orientações do seu cirurgião a respeito da troca de curativos.
  • Não levante os braços por pelo menos duas semanas. Isso pode fazer com que os pontos se rompam e a prótese se desloque.
  • Evite relações sexuais e digirir por pelo menos duas semanas.
  • Retornar ao trabalho e fazer viagens, dependendo do caso, pode ser liberado em aproximadamente 6 dias.

Seguir as recomendações de seu médico é fundamental para o sucesso da cirurgia. É importante que as incisões cirúrgicas não sejam submetidas à força excessiva, à escoriação, ou ao movimento durante o tempo de cicatrização.

O que esperar do resultado da prótese de mama

Os resultados da cirurgia de aumento de mama são imediatamente visíveis. Com o tempo, o inchaço diminui. É importante saber que os resultados não são permanentes e podem exigir substituição ao longo da vida. Você deve fazer um acompanhamento com seu cirurgião plástico para discutir mudanças em seus seios.

Com o tempo eles podem mudar devido ao envelhecimento, às oscilações de peso, a fatores hormonais e à gravidade. Se, depois de alguns anos você ficar insatisfeita com a aparência de seus seios, poderá optar por se submeter a um procedimento de lifting de mama ou troca de prótese.

IMPORTANTE: A decisão de se submeter à cirurgia é pessoal e é você quem terá de decidir se os benefícios atingirão os seus objetivos e se os riscos e complicações potenciais da cirurgia são aceitáveis. O cirurgião plástico ou assistentes vão explicar, em detalhes, os riscos associados à cirurgia. Você deverá assinar o termo de consentimento para assegurar que compreendeu plenamente o procedimento ao qual vai se submeter e quaisquer riscos ou complicações potenciais.

Pensando também na sua segurança, apenas as consultas da Clínica Realize são feitas em clínicas. Todos e quaisquer procedimentos cirúrgicos são feitos apenas em hospitais qualificados.