Abdominoplastia

A abdominoplastia é uma cirurgia plástica que remove o excesso de pele, gordura localizada e também é capaz de recuperar a firmeza dos músculos na região abdominal. Além disso, a abdominoplastia ainda é capaz de eliminar estrias da região do abdômen, uma vez que a pele é removida.

Uma vez feita esta cirurgia plástica, o abdômen fica mais liso, suave e tonificado. Para algumas pessoas, exercícios físicos e alimentação balanceada não são suficientes por uma série de causas, como:

  • Gravidez
  • Idade
  • Flacidez da pele
  • Genética
  • Cirurgia anterior

É comum pacientes em tratamento para a obesidade, por exemplo, buscarem a abdominoplastia depois de se recuperarem da cirurgia bariátrica. Depois de perder peso, a pele pode ficar em excesso e o aspecto pode desagradar essas pessoas, que buscam um perfil corporal mais harmonioso.

É importante lembrar que esta cirurgia não configura um tratamento para obesidade em si, ela apenas melhora os contornos abdominais da pessoa. Por vezes, você pode achar que precisa de uma abdominoplastia, mas apenas o cirurgião vai poder indicar com certeza qual é o melhor caminho. Pode ser que seja necessário perder alguns quilinhos antes.

Como é feita a abdominoplastia

O primeiro passo é passar por uma avaliação com o cirurgião plástico para que ele verifique a quantidade e localização dos acúmulos de gordura no abdômen da paciente. A cirurgia em si é feita através de duas incisões, uma horizontal, na região supra pubiana, e outra vertical, até mais ou menos o umbigo.

Depois que o processo é finalizado, geralmente são colocados drenos de aspiração para que não haja acúmulo de líquidos dentro do abdômen. Isso não é uma regra, porém, depende bastante do quadro de cada paciente. A cicatriz da abdominoplastia fica uma na linha do biquíni, ou seja, perto da região pubiana, que pode ser disfarçada naturalmente pelos pelos, e outra dentro do umbigo, disfarçada por ele.

Abdominoplastia não serve para emagrecer! Abdominoplastia não serve para emagrecer! Abdominoplastia não serve para emagrecer! Abdominoplastia não serve para emagrecer!

O máximo recomendado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica para retirada em uma cirurgia é

5% a 7% do peso

porque para fazer o contorno da região abdominal é necessário retirar as gorduras localizadas e o excesso de pele. Contudo, nenhuma cirurgia plástica tem como objetivo o emagrecimento.

Indicações

Como dito anteriormente, a abdominoplastia não é considerada um tratamento para obesidade, mas sim um procedimento estético. Nada substitui uma boa alimentação e a prática de exercícios físicos para manter o corpo funcionando de maneira saudável. Porém, mesmo levando uma vida com bons hábitos, outros fatores podem influenciar na decisão de partir para uma cirurgia plástica como essa.

  • Emagrecimento expressivo com flacidez associada
  • Musculatura fraca no abdômen
  • Diástase
  • Gestações em série
  • Pessoas que naturalmente têm um acúmulo de gordura localizada no abdômen com flacidez associada

Apenas o cirurgião poderá avaliar e decidir se a abdominoplastia é indicada para o seu caso. Por isso sempre damos ênfase a esta verdade absoluta: antes de decidir qualquer coisa, marque uma consulta com um cirurgião e ouça o que ele tem a dizer.

Tipos de abdominoplastia

Além da abdominoplastia comum, existe ainda a miniabdominoplastia, que também é uma cirurgia, mas tem uma extensão menor e, por conta disso, tem uma recuperação mais tranquila. A mini segue exatamente o mesmo processo da abdominoplastia comum, mas tem cortes e cicatrizes menores e mais discretas.

Porém, a indicação de uma miniabdominoplastia é pequena, pois existem muitos critérios envolvidos, sendo o principal deles o fator flacidez e gordura localizada na área da cirurgia.

Riscos

Como lidamos com o corpo, expectativas e sonhos das pessoas, é nosso dever garantir que você tenha os dois pés bem fincados no chão. É necessário que as pacientes saibam dos riscos que toda cirurgia plástica tem, e elas precisam estar dispostas a seguir as indicações do cirurgião. Veja a seguir alguns dos riscos que a abdominoplastia apresenta:

  • Trombose venosa
  • Embolia pulmonar
  • Quelóides
  • Infecção

É importante lembrar que toda cirurgia tem seu risco, mas as orientações do médico são justamente para evitar qualquer complicação que possa aparecer. Tire todas as dúvidas que tiver com a equipe de atendimento e com o cirurgião plástico.

Quem deve esperar para fazer uma abdominoplastia

Gestantes

Puérperas

Adolescentes

Pessoas em

processo de emagrecimento
ou pós-bariátricas

Pré-operatório

O médico vai pedir uma série de exames que comprovem a saúde geral da paciente. Sem esses exames é impossível seguir em frente na cirurgia. Alguns medicamentos cujas propriedades sejam anticoagulantes devem ser interrompidos um tempo antes do procedimento, uma vez que esse tipo de remédio pode aumentar o sangramento. Aliás, é fundamental informar ao cirurgião sobre quais medicamentos você utiliza no dia a dia para que ele verifique se será necessário ajustar a dose ou interromper o tratamento temporariamente.

O tabagismo deve ser interrompido pelo menos um mês antes da cirurgia e a ingestão de bebidas alcoólicas deve ser evitada. Nas 8 horas que precedem o procedimento você vai precisar fazer jejum absoluto. Se por acaso você pegar uma gripe ou estiver com qualquer tipo de mal estar no período imediato que antecede a cirurgia, o médico deve ser avisado.

Também é muito importante preparar a sua casa para quando você voltar do hospital. Retire possíveis obstáculos do caminho, evite escadas e camas muito altas e administre os pets para que eles não fiquem agitados com a sua volta.

Do mesmo jeito que você vai precisar parar de fumar antes da cirurgia, no depois também é necessário evitar o cigarro. O tabaco é inimigo da cicatrização, portanto, se for fazer uma cirurgia plástica, não fume.

Pós-operatório

A paciente operada no abdômen vai precisar, pelo menos nos 10 primeiros dias pós-operatório, fazer bastante repouso e evitar ao máximo fazer qualquer tipo de esforço, para que o corpo tenha tempo para se recuperar. Em média 2 meses são suficientes para que a pessoa esteja de volta à vida normal, mas a única pessoa que pode dar certeza disso é o médico. Portanto, siga as orientações dele.

Àquelas pessoas que optarem por combinar mais de uma cirurgia, para aproveitar um mesmo pós-operatório, vai demandar mais tempo de recuperação, já que são mais lugares com necessidade de cicatrização.

Geralmente a paciente sai da cirurgia com um dreno, que serve para drenar o sangue e líquidos acumulados. Normalmente o dreno é retirado antes da alta, mas se for necessário ir para casa com ele, a equipe do hospital vai orientar sobre como cuidar bem dele. Você também vai precisar usar uma cinta modeladora, que protege a barriga, evita o acúmulo de líquido e mantém o corpo no lugar. No início ela só poderá ser retirada para tomar banho. Meias de compressão também são fundamentais para evitar a formação de coágulos que causam trombose venosa. Não subestime as meias de compressão, elas são importantíssimas.

Depois da alta, as atividades normais poderão ser retomadas aos pouquinhos. Se por acaso você sentir dor ou incômodo, avise o médico e interrompa as atividades. As orientações gerais são dormir de barriga para cima, andar com o tronco mais curvadinho para proteger a cicatriz e só parar de usar a cinta quando o médico permitir.

 

Resultados

O resultado esperado da abdominoplastia é ficar com um abdômen mais liso, com um contorno mais suave e tonificado. O objetivo principal da cirurgia é tratar a flacidez e restaurar os músculos enfraquecidos, e portanto não configura um tratamento para obesidade e nem remoção de gordura em excesso. Depósitos localizados de gordura podem ser retirados, além de pele com estrias dependendo da localização.

O pós-operatório imediato pode não ser o que você esperava devido ao inchaço e alguns hematomas que podem surgir devido à cirurgia. Não se preocupe, com o tempo o inchaço vai diminuir e o resultado definitivo vai aparecer. Até que a cicatriz se cure por dentro e por fora, você provavelmente não vai conseguir manter a postura ereta, e tudo bem. Seu corpo precisa de um tempo para se recuperar, dê esse tempo a ele.

É importante lembrar que, embora os resultados do procedimento de abdominoplastia sejam tecnicamente permanentes, o resultado pode se alterar muito devido a oscilações significativas no peso. Por esta razão, pessoas que estão planejando perder peso substancial ou mulheres que consideram futuras gestações são aconselhadas a postergar a cirurgia de abdominoplastia.

Lembre-se sempre: uma cirurgia plástica tem seus riscos e você precisa estar 100% consciente deles. Nunca se submeta a um procedimento desse tipo, que é invasivo, para agradar outras pessoas ou para ceder às pressões da sociedade sobre o que é considerado um corpo ideal. A decisão deve ser sua e apenas sua.

IMPORTANTE: A decisão de se submeter à cirurgia é pessoal e é você quem terá de decidir se os benefícios atingirão os seus objetivos e se os riscos e complicações potenciais da cirurgia são aceitáveis. O cirurgião plástico ou assistentes vão explicar, em detalhes, os riscos associados à cirurgia. Você deverá assinar o termo de consentimento para assegurar que compreendeu plenamente o procedimento ao qual vai se submeter e quaisquer riscos ou complicações potenciais.

Pensando também na sua segurança, apenas as consultas da Clínica Realize são feitas em clínicas. Todos e quaisquer procedimentos cirúrgicos são feitos apenas em hospitais qualificados.