Botox

A toxina botulínica, popularmente conhecida como botox, é uma substância produzida por uma bactéria chamada Clostridium botulinum. A nível industrial o organismo é purificado e utilizado no mundo todo para tratamentos estéticos. Ela provoca o relaxamento no músculo e ajuda a suavizar linhas de expressão e rugas. Além de fins estéticos, a toxina botulínica também é amplamente utilizada no tratamento da hiperidrose – suor em excesso.

O botox para uso estético é indicado para suavizar as rugas e linhas de expressão do rosto. As linhas tratadas mais comuns dentro do tratamento são as da testa, pés de galinha (rugas ao redor dos olhos) e sulcos dos lábios (entre eles, o famigerado bigode chinês, entre o nariz e o canto da boca). O que mais se recomenda é o preenchimento facial, já que é uma região com bastante movimento.

O que mais motiva as pessoas a buscar o botox é o incômodo que as rugas causam, afetando principalmente a autoestima. O uso de cremes e outros produtos estéticos ajuda e protege a pele do envelhecimento precoce, mas a toxina botulínica é um tratamento mais visível e mais eficaz no que diz respeito a curto prazo. Mesmo assim a indicação do botox pede uma avaliação médica individual, portanto antes de mais nada consulte um especialista.

COMO FUNCIONA O BOTOX

É normal o aparecimento de rugas e linhas de expressão ao longo da vida. Uma má manutenção da pele pode fazer com que o processo acelere, por exemplo o hábito de fumar, não usar protetor solar, má alimentação entre outros. Ainda assim, por melhor que a pessoa se alimente bem e tenha uma vida saudável com exercícios físicos, uso de cremes protetores e não fumar, as rugas, uma hora ou outra, vão aparecer.

As rugas são naturais. Elas são resultados de muitos anos de expressão. Rir, chorar, se assustar, comer, dormir. Tudo isso faz com que o rosto mude temporariamente e a repetição de movimentos causa estes vincos na pele. Quando injetado diretamente nas linhas de expressão, o botox age como um bloqueador neuromuscular, ou seja, ele bloqueia a transmissão de estímulos dos neurônios para os músculos, o que por sua vez os impede de contrair.

Mesmo o bloqueio sendo irreversível, o organismo reconstrói, através do tempo, novas vias de transmissão de informação. Por esse motivo a aplicação da toxina botulínica precisa se repetir. No que se refere à idade, não há um consenso, mas a maioria dos profissionais indica a partir dos 25 anos, momento da vida em que as rugas começam a se formar. O tratamento é contraindicado para mulheres grávidas ou amamentando. Apenas dermatologistas e cirurgiões plásticos podem aplicar este tratamento estético.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco!