Lifting de Coxa

O lifting de coxa é uma cirurgia plástica que remodela as coxas, reduzindo o excesso de pele e, em alguns casos, a gordura, resultando em uma pele mais lisa e contornos mais proporcionais dos membros inferiores. Se o exercício físico e a perda de peso não foram suficientes para que você alcançasse seus objetivos de ter um corpo mais firme, mais jovem e mais proporcional à sua imagem corporal, o lifting de coxa pode ser uma boa opção para você.

A flacidez, principalmente na região interna das coxas, pode ser causada por gravidez, perda significativa de peso, idade, força gravitacional ou perda de elasticidade por uma série de motivos, como a genética por exemplo.

O procedimento ajuda principalmente a remodelar a parte interna das coxas, mas também pode proporcionar contornos melhores às regiões do culote e lateral. Assim como a lipoaspiração, o lifting de coxas não é considerado um procedimento de caráter emagrecedor, apenas estético, que vai ajudar a melhorar os contornos das pernas. Para manter os resultados por mais tempo – até definitivamente, em alguns casos – mantenha uma alimentação saudável e rotinas regulares de exercícios físicos.

Como é feito o lifting de coxa?

O lifting de coxa é feito através de pequenos cortes na região da virilha, sulco dos glúteos ou na parte interior das coxas. Depois de feitas as incisões, retira-se o excesso de pele, estica-se a pele que ficou e fecha-se as incisões. O passo seguinte é envolver as coxas em ligaduras bem apertadas, para manter a silhueta da perna.

Em alguns casos, o médico pode ainda inserir drenos perto do local da cirurgia, que são pequenos tubos que ajudam a remover o excesso de líquido que se acumula após a cirurgia, para evitar infecções e garantir melhor resultado estético.

Riscos do lifting de coxa

Toda cirurgia, mesmo aquelas que não são plásticas, tem riscos. Isso acontece porque a cirurgia é uma intervenção invasiva, que requer uma série de cuidados. Por isso todas as cirurgias plásticas da Realize são feitas em hospitais equipados para quaisquer tipos de intercorrências.

Para minimizar a possibilidade de acontecer algum problema na sua cirurgia é que o médico faz as orientações tanto no pré quanto no pós-operatório. Siga essas orientações à risca. Mesmo com toda a prevenção, a cirurgia ainda oferece alguns riscos, ainda que mínimos. Veja abaixo quais são os possíveis riscos:

  • Riscos relacionados à anestesia
  • Inchaço
  • Hematomas
  • Infecção
  • Má cicatrização

Riscos do lifting de coxa

Toda cirurgia, mesmo aquelas que não são plásticas, tem riscos. Isso acontece porque a cirurgia é uma intervenção invasiva, que requer uma série de cuidados. Por isso todas as cirurgias plásticas da Realize são feitas em hospitais equipados para quaisquer tipos de intercorrências.

Para minimizar a possibilidade de acontecer algum problema na sua cirurgia é que o médico faz as orientações tanto no pré quanto no pós-operatório. Siga essas orientações à risca. Mesmo com toda a prevenção, a cirurgia ainda oferece alguns riscos, ainda que mínimos. Veja abaixo quais são os possíveis riscos:

  • Riscos relacionados à anestesia
  • Inchaço
  • Hematomas
  • Infecção
  • Má cicatrização

Pré-operatório

O pré-operatório do lifting de coxas é parte importante do processo. Para pacientes bariátricos recomenda-se a liberação do cirurgião geral – aquele que fez a cirurgia bariátrica e faz o seu acompanhamento junto a uma equipe multidisciplinar.

Normalmente a liberação deve acontecer depois que o paciente perder pelo menos 40% do seu peso e mais: só depois de 12 a 18 meses de peso estabilizado. Se você ainda está em processo de emagrecimento, é melhor esperar para fazer o lifting.

Além disso, uma grande recomendação, não só dos cirurgiões da Realize, mas também da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, é que a paciente em busca de uma cirurgia como essa esteja com motivações e expectativas realistas do que esperar com os resultados do procedimento. Tire todas as suas dúvidas na consulta de avaliação e certifique-se de que saberá o passo a passo até o último retorno pós-operatório. Veja a seguir as principais recomendações do pré-operatório.

  • Fazer os exames solicitados pelo cirurgião plástico
  • Ficar sem fumar durante os 30 dias que precedem a cirurgia e os 30 dias que a precedem – o tabagismo aumenta em 4 vezes a chance de acontecerem complicações na cirurgia
  • Suspender ou ajustar a dose de medicamentos que você já consome
  • Evitar tomar aspirinas, anti inflamatórios e medicamentos naturais, porque eles podem aumentar o sangramento
  • Seja sincera ao responder as perguntas do cirurgião

Pós-operatório

É normal aparecerem hematomas e inchaço na região operada, afinal de contas a cirurgia é um trauma pelo qual o corpo passa. Provavelmente você vai sair do hospital com bandagens elásticas ou malha de compressão para ajudar no processo de cicatrização. Mantenha o uso delas de acordo com as orientações do médico.

Você vai precisar ficar em repouso absoluto por pelo menos 7 dias. Dependendo de como for a cirurgia, até mais. No que diz respeito a cuidados com os curativos, você receberá toda a orientação logo que o cirurgião avaliar os resultados imediatos do procedimento, ainda no hospital.

Evite abrir muito as coxas, porque os pontos ficarão na parte interna delas e você corre o risco de eles abrirem se fizer esforço com as pernas. Na maioria dos casos no dia seguinte à cirurgia já é possível voltar a caminhar devagarinho, mas sempre tome cuidado para não abrir demais as pernas.

Normalmente o retorno ao trabalho e às atividades normais – desde que não exijam esforço físico – se dá quando o repouso absoluto termina. Siga, porém, todas as orientações do seu médico para evitar complicações. O pós-operatório é a parte mais importante do processo.

Se você sentir falta de ar, dores no peito ou batimentos cardíacos anormais, procure atendimento médico imediatamente. Se algumas destas complicações ocorrerem, você pode precisar de internação e de tratamento adicional.

Resultados

Contornos mais suaves e tonificados resultantes da plástica de coxa são visíveis quase que imediatamente, apesar de inicialmente obscurecidos pelo inchaço e por hematomas. A qualidade da pele melhora drasticamente após o procedimento.

Apesar disso, pode levar vários meses para os resultados finais do procedimento aparecerem completamente. As cicatrizes permanecerão, mas os resultados podem ser duradouros se você mantiver o peso estável. A cicatriz também depende do seu tipo de pele e de características hereditárias. Como o corpo envelhece, é natural perder certa firmeza com o passar do tempo.

IMPORTANTE: A decisão de se submeter à cirurgia é pessoal e é você quem terá de decidir se os benefícios atingirão os seus objetivos e se os riscos e complicações potenciais da cirurgia são aceitáveis. O cirurgião plástico ou assistentes vão explicar, em detalhes, os riscos associados à cirurgia. Você deverá assinar o termo de consentimento para assegurar que compreendeu plenamente o procedimento ao qual vai se submeter e quaisquer riscos ou complicações potenciais.

Pensando também na sua segurança, apenas as consultas da Clínica Realize são feitas em clínicas. Todos e quaisquer procedimentos cirúrgicos são feitos apenas em hospitais qualificados.