Mentoplastia

A mentoplastia é a cirurgia plástica feita no queixo, também conhecido no universo da medicina como mento. O queixo constitui um dos principais pontos de referência no estudo estético da face. O queixo considerado ideal deverá observar um posicionamento dentro de certos limites estéticos, compondo um conjunto harmônico juntamente com outros setores como o nariz, olhos, testa e boca.

A cirurgia é recomendada nos casos em que o queixo apresenta formato inexpressivo, pouco volumoso, achatado, com leve queda ou depressões. A escolha do formato e do volume da prótese de queixo mais adequados para cada caso depende exclusivamente do exame clínico.

Na mentoplastia o cirurgião modela a prótese de queixo ou utiliza peças pré-moldadas – existem vários tamanhos, que podem ser apresentadas ao paciente durante as consultas pré-operatórias.

Indicações da Mentoplastia

A cirurgia plástica do queixo pode ter uma série de indicações, sejam elas estéticas ou reparatórias. Veja a seguir quais são as principais:

  • Deformidades funcionais do queixo
  • Deformidades estéticas do queixo
  • Insatisfação com o formato
  • Proeminência exagerada (macrogenia)
  • Deficiência exagerada (microgenia)
  • Queixo assimétrico
  • Tratamento da apneia obstrutiva
 

Como é feita a mentoplastia?

Existem várias técnicas para realizar uma mentoplastia, que variam de acordo com o quadro do paciente. A avaliação é feita através do exame clínico em conjunto com uma avaliação detalhada da estrutura óssea e correções necessárias para proporcionar um perfil facial mais harmonioso. A partir disso o cirurgião poderá optar entre as técnicas a seguir.

  • Implante de próteses: com incisões na parte de baixo do queixo ou então por dentro da boca é encaixada uma prótese de silicone, junto à porção anterior do osso.
  • Avanço ósseo: aqui as incisões são feitas na gengiva do paciente, para ter uma visão livre, então, o osso do queixo é serrado em regiões específicas e preso na posição desejada com mini parafusos e placas de titânio; o osso vai se recompor durante a cicatrização.
  • Enxerto: usando a gordura do próprio paciente, o cirurgião usa cânulas ultrafinas e injeta essa mesma gordura no queixo, modelando o novo formato.

Ainda existe a cirurgia do tipo ortognática, que manipula o osso do maxilar e mandíbula para uma melhor adequação do rosto e dos dentes. Como ela altera significativamente o formato inferior do rosto, vale ser mencionada.

Importante!

A mentoplastia não é a mesma coisa que a cirurgia ortognática, apesar de ser feita na mesma região do corpo. A mentoplastia tem fins estéticos, enquanto que a cirurgia ortognática trata anomalias dentofaciais, que podem causar problemas na mordida, articulações e até respiração.

Riscos da Mentoplastia

Assim como toda e qualquer cirurgia, a mentoplastia também tem seus riscos. Para minimizar a possibilidade de acontecer com você, é importante que você seja muito sincero na hora da consulta com o cirurgião, respondendo a tudo com verdade e informando o que for necessário, como a presença de doenças crônicas (diabetes, hipertensão etc), uso de medicamentos, maus hábitos (tabagismo, ingestão frequente de álcool e uso de drogas, por exemplo) etc. Quanto mais sincero você for, melhor. Veja a seguir alguns dos riscos que a mentoplastia pode oferecer:

  • Infecção
  • Riscos relacionados à anestesia
  • Hemorragia
  • Alteração de sensibilidade na região do queixo
  • Problemas com a cicatrização
  • Inchaço

Pré-operatório

O primeiro passo é a consulta com o cirurgião plástico, momento em que você vai explicar seus motivos pelos quais está optando pela cirurgia, e o médico vai avaliar clinicamente a situação da região a ser operada.

O médico poderá solicitar alguns exames que atestem a saúde geral do organismo, como hemograma e eletrocardiograma, além de exames específicos a respeito do quadro odontológico e análise facial. Pode ser que você seja fotografado em vários ângulos para documentar a condição do “antes” da plástica.

Caso haja necessidade de reparos odontológicos, estes devem ser feitos antes da mentoplastia, porque podem influenciar na posição dos lábios – e estes exercem grande função na composição estética geral do rosto, interferindo diretamente no projeto do queixo.

O pré-operatório imediato antes da cirurgia vai pedir um jejum que pode variar de 2 a 12 horas, dependendo de qual anestesia será aplicada. Se por acaso você apresentar sintomas de gripe ou resfriado às vésperas da mentoplastia, informe o médico e a equipe da Realize, porque a cirurgia pode precisar de um adiamento.

A internação deverá ser feita em um hospital, no dia e hora indicados na guia de internação. É necessário comparecer acompanhado na internação. Não esqueça de organizar tanto a sua casa quanto a sua agenda de compromissos para poder ter uma recuperação tranquila e livre de estresse.

Pós-operatório

Normalmente a recuperação é rápida e com muito pouca dor ou nenhuma. O cirurgião vai receitar alguns analgésicos, caso sejam necessários. É completamente normal que haja inchaço na região operada, principalmente nos primeiros dias depois da cirurgia.

Você vai sair da cirurgia com um curativo que serve para manter a prótese imóvel e também para proteger o lugar nos primeiros dias. Tome cuidado com esse curativo e siga as instruções de manutenção dele.

Geralmente é necessário apenas um dia de repouso, a não ser que o médico o recomende por um tempo mais prolongado. A dieta dos primeiros dias deve ser feita apenas com alimentos moles, líquidos e/ou pastosos, para não forçar muito o local.

É preciso tomar cuidado também na hora de escovar os dentes. Use uma escova de cerdas bem macias, pode ser até aquelas escovas infantis, para que a limpeza seja feita de forma suave. Evite esforços físicos por pelo menos uma quinzena. Passar maquiagem e fazer a barba, pelo menos uma semana.

Resultados da mentoplastia

Os resultados são perceptíveis já num primeiro momento após a cirurgia. Após o procedimento o edema pode fazer a pele parecer brilhante, mas em média 2 semanas são suficientes para esse efeito e o inchaço desaparecerem.

O movimento muscular não deve ser afetado. Os implantes são colocados de modo a não provocar mudança nos músculos e o tecido ao redor dos implantes vai esticar para acomodá-los confortavelmente nos meses seguintes.

Para cada tipo de implante as cicatrizes são escondidas em dobras ou em áreas onde dificilmente são perceptíveis. As cicatrizes normalmente desaparecem com o tempo.

IMPORTANTE: A decisão de se submeter à cirurgia é pessoal e é você quem terá de decidir se os benefícios atingirão os seus objetivos e se os riscos e complicações potenciais da cirurgia são aceitáveis. O cirurgião plástico ou assistentes vão explicar, em detalhes, os riscos associados à cirurgia. Você deverá assinar o termo de consentimento para assegurar que compreendeu plenamente o procedimento ao qual vai se submeter e quaisquer riscos ou complicações potenciais.

Pensando também na sua segurança, apenas as consultas da Clínica Realize são feitas em clínicas. Todos e quaisquer procedimentos cirúrgicos são feitos apenas em hospitais qualificados.